Aquidabã FM 104,9
Publicidade
Publicidade
AQUIDABÃ/SE
Min.
Máx.
TRE mantém cassação do mandatos dos deputados Bosco Costa e Talysson
23/01/2020

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) manteve a cassação dos deputados Bosco Costa [federal] e de Talysson Barbosa Costa, este último campeão de votos na disputa eleitoral por uma das vagas na Assembleia Legislativa. Na tarde de quarta-feira, 22, os membros do TRE julgaram os recursos, classificados como embargos de declaração, interpostos pela defesa de ambos parlamentares, mas não foram acolhidos pelos membros daquela Corte Eleitoral e a cassação foi mantida.

O desembargador Diógenes Barreto atuou como relator em ambos os embargos declaratórios e manteve o entendimento relativo ao julgamento de mérito para manter a cassação do deputado federal Bosco Costa e também do deputado estadual Talysson Barbosa Costa.

Contra o deputado Bosco Costa pesa a acusação de prática de abuso de poder econômico. O Ministério Público Eleitoral observou gastos exagerados e contratos padronizados para locação de veículos usados durante a campanha eleitoral e pediu a cassação do mandato do parlamentar. No julgamento o desembargador Diógens Barreto entendeu a ocorrência do abuso de poder econômico para cassar o mandato do parlamentar da esfera federal, entendimento que foi mantido de forma unânime nesta quarta-feira, 22.

Já contra o deputado estadual Talysson Barbosa, pesa a acusação de que ele teria sido beneficiado pela estrutura da prefeitura de Itabaiana através do esforço do pai, Valmir de Francisquinho, prefeito da cidade, que instituiu a onda azul, pintou os prédios públicos naquela cor também utilizada na campanha do filho. Na ótica dos desembargadores esse episódio contribuiu para desequilibrar o pleito eleitoral e diretamente na conquista dos votos nas urnas eleitorais.

A decisão do TRE, em ambos os casos ainda cabe recurso. A defesa de ambos os parlamentares contestam o entendimento da Corte Eleitoral em Sergipe.

Em nota, a assessoria de comunicação do deputado estadual Talysson Barbosa diz: “quero dizer que continuo com a consciência tranquila, na certeza da lisura dos meus atos durante o processo eleitoral, atos estes que foram chancelados pelo voto de 42 mil eleitores sergipanos. Respeito a decisão, no entanto, por meio de nossa assessoria jurídica, vamos procurar as instâncias superiores para garantir a manutenção da vontade do povo do meu Estado”.

Por Cassia Santana

Fonte: Infonet.com.br
Manhã Sertaneja
05:00 as 07:20
Publicidade
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
AV. PARAGUAI SN - AQUIDABÃ/SE
Ligue agora
(79) 9938-5315
Horário de atendimento
08:00 AS 18:00 HS